BLAZING WORLD

Science Fiction – Fantasy – Strange – Books – News – Space

Os lugares mais macabros do mundo

Deixe um comentário

As tumbas Kabayan 

Localizado no norte das Filipinas, as tumbas Kabayan foram descobertas acidentalmente por uma equipe de exploração de madeira. Ela foi encontrada perto da encosta de uma montanha.
Quando os madeireiros entraram no local, eles encontraram centenas de crânios e pequenos caixões em formato de casca de noz. Quando eles abriram os caixões, se depararam com restos mumificados do povo Ibaloi.
Mais uma das tumbas de Kabayan: Caixões em formatos de nozes!

Laboratório russo abandonado

Um grupo de exploradores urbanos russo descobriu um edifício fechado repleto de equipamentos antigos de laboratórios. No local haviam pequenos frascos de conserva lacrados.

Quando eles limparam o pó, encontraram cérebros em conserva nos frascos. O laboratório fica debaixo da cidade de Moscou, Rússia.

Estima-se que ele tenha funcionado no início da Guerra Fria e que tenha sido abandonado à pressa, sem motivo aparente.

Não há anotações datadas no local, mas uma das descobertas foi a imagem do ex-presidente Mikhail Gorbachev sob um vidro de conserva com um cérebro dentro.

Hospício da Morte 

Localizado em Gyeonggi, Coréia, esse hospital psiquiátrico abandonado tem uma história misteriosa e aterrorizante.

Segundo a lenda local, os pacientes começaram a morrer misteriosamente por dez anos seguidos, o que ocasionou o seu encerramento. Ele é agora um prédio sujo e abandonado com os restos perturbadores do seu passado.

Cabana Gelada 

No inverno de 1911, Robert Scott e seus homens saíram de um acampamento base e partiram para a missão de chegar ao Pólo sul.

Porém, quando Scott e seus companheiros chegaram ao Pólo sul, em Janeiro de 1912, eles descobriram que outra equipe já havia conseguido fazer a viagem com um mês a menos.

Na viagem de volta ao acampamento base, Scott e seus amigos se abrigaram em uma pequena cabana no meio do gelo. Todo o grupo acabou por falecer no local.

A cabana ficou esquecida por 40 anos, até que uma expedição norte-americana escavou o gelo e neve e descobriram o local totalmente preservado.

Maior vala comum de uma tribo canibal 

Dr. Bruno Boulestin e sua equipe estavam escavando ao redor de uma antiga aldeia de 7 mil anos, chamada Herxheim, quando descobriram um osso humano.

Escavaram mais um pouco e encontraram outro osso, mais um, outro e quando viram havia 500 corpos.

Os ossos estavam cobertos de marcas de mordidas. Todos os 500 corpos mostraram marcas semelhantes as encontradas em restos de animais assados no espeto.

Os pesquisadores descobriram que os cortes na carne humana eram feitos para chegar até a medula, que provavelmente era o prato mais disputado.

Metro de Cincinnati 

No início da década de 1900, Cincinnati foi uma das principais cidades dos EUA em crescimento. Ela se expandiu além de suas fronteiras e a necessidade de um sistema de transporte público de alta velocidade foi irremediável.

O plano de construção foi orçado em, aproximadamente, R$ 24 milhões de reais. Porém, o governo só dispunha de R$ 6 milhões no orçamento.

Ao invés de repensar o projecto, eles resolveram tentar executar as obras. Resultado: algumas linhas foram construídas, porém não havia dinheiro para concluir o metro.

Com isso, as linhas ficaram abandonadas por muito tempo. Ainda hoje, existem trechos de linhas que estão abandonadas.

Parque radioativo 

O Parque Amusement fica na cidade de Chernobyl, Ucrânia, local do maior acidente nuclear da história.

O parque nem chegou à abrir as portas, já que a explosão do reactor nuclear aconteceu cinco dias antes da inauguração, que deveria ocorrer em 1º de Maio de 1986.

Chuuk 

Chuuk, antigamente conhecido como Truk, é um grupo de ilhas no Oceano Pacífico que compõe os Estados Federados da Micronésia.

Durante a Segunda Guerra Mundial, em fevereiro de 1944, a Marinha dos EUA lançou um ataque contra o Exército Imperial Japonês.

A Operação Hailstone, como foi baptizada, foi uma das mais mortíferas e grandiosas batalhas da parte da guerra que ocorreu no Pacífico.

Milhares de soldados, de ambos os lados, morreram no confronto. No final, armas, máquinas e os cadáveres dos soldados acabaram sepultados para sempre no fundo do Pacífico. Depois de quase 70 anos, os restos da batalha ainda estão intocados no leito do oceano.


Floresta do suicídio 

A floresta de Aokigahara, localizada à base do Monte Fuji, Japão, é densa e extremamente silenciosa, já que a fauna é escassa.

Por isso, o local passa uma enorme sensação de vazio. Além disso, desde a década de 1950, os japoneses têm cometido suicídios no local.

Na verdade, o local já teve tantas mortes, que pessoas começaram a espalhar mensagens com provérbios como “a vida é preciosa” e “pense em sua família”, para tentar inibir os suicidas.

O Metrô Secreto 

Supostamente era para ser um segredo, mas o governo Russo, durante o período soviético, construiu um metrô paralelo ao público.

Esse metrô especial fazia a interligação entre o palácio do governo, aeroportos secretos, instalações militares, bunkers e a antiga residência privada de Stalin. Ele foi construído a uma profundidade bem maior que o sistema normal, 183 metros.

Túmulo dos crânios afundados 

Em 2009, os arqueólogos estavam escavando o fundo de um lago seco, do período pré-histórico, em Motala, Suécia.

Eles encontraram com as bases de uma estrutura de pedra selada no fundo do antigo lago. Os arqueólogos descobriram que se tratava de ossos de animais, ferramentas de pedras e crânios de 10 pessoas — entre adultos e crianças.

Os achados possuem 8 mil anos de idade. Mais tarde, um 11º crânio foi achado no fundo do lago, com fragmentos de outro crânio por dentro.

Museu Psiquiátrico Glore 

O museu leva o nome de George Glore, que na década de 1960, prendia seus pacientes no Hospital Estadual St. Joseph. O local conta com réplicas de pacientes passando pelas mais horríveis práticas psiquiátricas dos últimos séculos.

Feira de vudu 

Em Togo, um dos países da África Ocidental, funciona a maior feira de crânios e animais empalhados do mundo. Ela ocorre em um dos bairros da capital, Lomé.

A população acredita que os animais mortos os protegem de fantasmas. O mercado é um dos roteiros turísticos de Togo.

Muynak 

Este cemitério de navios está localizado no meio de um mar. Ele fica no que resta da cidade de Muynak, Uzbequistão.

Muitos anos atrás, centenas de navio atracavam no porto de pesca do Mar de Aral, porém, com o tempo, a água simplesmente desapareceu, deixando os navios para trás.

Estrada da morte 

Essa estrada foi construída por prisioneiro paraguaios na década de 1930 e interliga a capital da Bolívia, La Paz, à cidade de Corioco.

O tráfego é feito em mão dupla, porém a largura das duas pistas juntas raramente ultrapassam três metros. Não há guard-rail na estrada.

Além disso, constantemente há neblina e chuva, o que já custou um enorme número de vítimas. Se um veículo perde o controle e sai da estrada, a qeda é de 600 metros.

Tártaro Maia 

Os maias acreditava que quem era cruel na vida ia para um local específico quando morria: uma rede de cavernas subterrâneas sob as selvas de Yucatan.

Os pesquisadores descobriram um sistema de ornamento de cavernas, cheio de antigos templos e ruínas que, eventualmente, levam para uma coluna gigante à beira de uma piscina escura e profunda. No caminho para o local, eles encontraram restos de estátuas, cerâmicas e restos humanos.

Zoológico abandonado 

O Griffith Park Zoo, em Los Angeles, EUA, acabou abandonado quando um novo zoológico foi construído na cidade. A prefeitura não quis demolir o antigo. Hoje ele funciona como um museu de peças enferrujadas, gaiolas vazias e caixas podres.

Fonte: R7 (Via Correio do Insólito)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s